2020

II -Segundo Ato

Aproveite a Leitura

  • O Policarpo

Tempestade Tropical

Atualizado: Abr 29



Badalam os sinos -

o som avisa as três horas da tarde -

três toques vêm do alto para o vale!


Som sobre tom (...)


O trovão avisa sobre a tempestade,

soa som e abafa esse calor!

O raio troveja sobre o dia,

a luz de dia esconde a tempestade

e os sons se anunciam!


Vem tempestade aí (...)


Um dia quente de tarde quente,

no vale tropical, na cortina e no varal!

A cortina levanta como vela ao vento no mar -

A cortina abaixa como pedra dura no ar.


Dentro da casa no vale a janela aberta -

Cortina voando e roupa no varal!

Sobe e desce como no último ponto final!

Ouça a tempestade (...)

Toque novamente esse som -

diz o sino para o trovão...

Ecoe novamente esse som -

diz o trovão para o sino...


No vale vento(...)


...No céu trovão...

...No corpo suor...

...No peito medo...

...No sino ouro...

...Na cortina gotas...

...No varal roupa...

...Em nós falta roupa!

Chuva vem!

Chuva caí!

Entre, fique à vontade,

não tenho tempo para a janela,

não tenho tempo para o varal,

são três da tarde,

não tenho mais tempo!


Tempestade,

você está em tempo,

queria te ver há um tempo!


...Que tempo bom de chegar...

...Que tempo bom de chover...

...Que tempo bom de acabar...

Chove chuva...

Sem tempo de acabar...


...A roupa, deixa no varal,

não preciso dela em tempo de chuva!


Nesse tempo tropical -

nessa chuva imparcial!


Todos amores trovejam,

trazem a chuva

e deixam a corrente fluvial


...Dance na janela...

...Dance na chuva...

...Dancemos sem roupa...


Saudade boa dessa chuva,

desse céu escuro sem lua!

Suba, desça, corra...

Vento, cortina, relâmpago, dia!

Tarde escura, chuva intensa,

visita boa, cara boba, olho atoa!

Agora respire,

agora respinga...

Janela aberta, molhando a cortina,

molhando a roupa, molhando a cama


...Chove mais...

...Alaga o vale...

...Traz o rio do céu...

...Traz a paz no vale...

Sino soa são quatro da tarde (...)