2020

II -Segundo Ato

Aproveite a Leitura

  • Descoberta Sonora - Epilef Annás

Charles Bradley das Ruas ao Soul

Atualizado: Abr 29



A voz do cantor americano Charles Bradley, de 66 anos - só descoberto há pouco tempo, impressiona desde o início dos primeiros tons do álbum - No Time for Dreaming - Sem Tempo para Sonhar em tradução livre. Lançado em 2011, pela gravadora Daptone Records, tornando-o da noite para o dia uma grande promessa no mundo da música americana, ainda mais em tempos de entressafra musical.


O estilo rasgado de seu vocal é marcado pela potência sonora e emoção bruta, que consegue transmitir em interpretações primorosas, e porque não, assombrosas; levando você a transitar pelos lugares ocultos da alma do artista. Sua voz sem dúvida alguma é o grande destaque do disco, uma voz que parece ter saído dos escombros de seu passado duro como morador de rua (homeless) em Nova York, passando por momentos difíceis em rigorosos invernos, fato que lhe rendeu experiências amargas, que só o próprio pôde traduzir com extrema densidade ao longo das faixas deste álbum, considerado pela crítica especializada, o Álbum do Ano de 2011.


Com músicas pulsantes, repletas de feeling e suingue, variando entre os estilos Funk, Soul e R&B, o disco pode servir tanto para ouvir alto em uma festa, quanto em momentos de introspecção, preferencialmente - amorosa a dois.


Como todo grande artista, Charles Bradley consegue traduzir suas experiências de vida e sua interpretação crítica do mundo em músicas como The World (Is Going Up in Flames) e Stay Away, essa composta originalmente pela banda grunge americana Nirvana, mas que ganha uma surpreendente versão de Charles Bradley, representando bem a sua visão de mundo, como nos versos iniciais da música:


...Monkey see, monkey do...

...Macaco vê, macaco faz...


Uma crítica à alienação e automatização do homem moderno. De forma genuína, todo tipo de sentimento está presente nas faixas de No Time for Dreaming, da dor à redenção - da apatia à empolgação - fazendo dele um disco autêntico e contagiante, numa experiência sonora única, que pode te levar ao vício. Vá com calma!


Abaixo nossa sugestão de clipes musicais de Charles Bradley, enquanto facilmente canta, envolve as ruas e os prédios de Nova York em seu Soul. Outra sugestão é o documentário Soul of America, documentário esse que narra os 48 anos em que Charles Bradley sonhou em ser cantor de Soul.


Charles Bradley - The World (Is Going Up In Flames)


Charles Bradley - Strictly Reserved for You


CHARLES BRADLEY DAS RUAS AO SOUL

Epilef Annás (2015)


CONTATO PARA ADAPTAÇÕES E LICENCIAMENTOS

Para parcerias, desenvolvimento de produtos ou adaptação do conteúdo aqui representado nos contate.

OTROPICAL@OUTLOOK.COM.BR

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO

*Os personagens, histórias ou temas são originais - criados e concebidos por seu autor, a exploração financeira indevida direta ou indireta desse conteúdo resulta em crime de direitos autorais, caso tenha dúvidas adicionais consulte.


O TROPICAL

Arte e Cultura

WWW.OTROPICAL.COM.BR


(CURTAM E COMPARTILHEM A PÁGINA E OS CONTEÚDOS)

#CharlesBradley #Soul #Jazz #NewYorkNY #DescobertaSonora #EpilefAnnás #RB #NoTimeforDreaming #TheWorldIsGoingUpinFlames #StayAway #AsSonoras

4 visualizações

Obrigado pelo envio!

  • Branca Ícone Pinterest
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

© 2015-2020 Criado por FAZ.

Site Profissional e de Literatura

(Arte e Cultura)